Alegrando as paredes

20112017
Share Button
Saiba como criar e alegrar as paredes da sua casa

Aprenda em 09 passos a criar um belíssimo Jardim Vertical e alegrar as paredes da sua casa

1º Passo: Escolha da área

A área que receberá o jardim vertical dependerá das plantas que farão parte do projeto. Para plantas de sombra, a área deve ser sombreada ou o jardim deve ser montado no interior da casa. Plantas de sombra não toleram excesso de sol. Já as plantas de sol, deverão ser expostas ao sol. Suculentas, por exemplo, se cultivadas na sombra ficam pescoçudas e com coloração clara. Já as samambaias, se cultivadas a pleno sol, ficam amareladas e com as folhas queimadas.

plantas vertical

2º Passo: Escolha do suporte

O suporte ideal depende do gosto de quem vai criar o jardim vertical. No mercado é possível encontrar muitos materiais diferentes que possam ser usados para o suporte do jardim vertical. O mais rústico é o pallet, mas é possível ter o mesmo resultado com telas de arame, tela de ferro, treliças, etc., ou prender o vaso diretamente na parede com o uso de parafusos. O uso do pallet no jardim vertical pode ser feito de 2 formas: suporte, onde o vaso é preso no pallet ou plantio direto no pallet, neste caso deve ser colocado uma manta na parte traseira do pallet para evitar que a terra caia pelo outro lado. O pallet só é preso na parede depois que as plantas já estiverem pegas (sistema radicular bem formado para segurar a terra durante a inclinação).

pallet

pallet2

3º Passo: Escolha das plantas

A escolha das plantas depende da exposição ao sol. Plantas de sombra ficam amareladas e queimadas quando expostas ao sol. Já as plantas de sol, ficam pescoçudas e esbranquiçadas quando expostas ao sombreamento. Deve-se respeitar muito bem as características das plantas antes de fazer o projeto do jardim vertical. Cactos e suculentas são plantas que crescem diretamente no sol. Samambaias e folhagens são plantas de sombra. Orquídeas e bromélias são plantas que crescem à meia-sombra.

suculentas vertical

4º Passo: Escolha dos vasos

Os vasos ideais para o projeto do jardim vertical são aqueles que permitem que a sua parte traseira fique presa na parede ou no suporte. No mercado há disponível vários vasos com essa finalidade. Eles podem ser de cerâmica ou de plástico. Os de plástico possuem durabilidade inferior aos de cerâmica pois ressecam com o tempo. Já os de cerâmica, embora possuam durabilidade alta, quebram com facilidade se sofrerem alguma pancada (caírem no chão, por exemplo). Porém, ambos os vasos são muito utilizados nos projetos.

vaso vertical

5º Passo: Condições ideais de cultivo

As condições ideais para o cultivo de plantas no jardim vertical depende exclusivamente da adaptação da planta à exposição ao sol. Plantas de sol nao se adaptam à sombra. Já as de sombra queimam suas folhas quando expostas ao sol. Outro fator prejudicial é o vento. O vento acelera a desidratação das plantas, os casos mais drásticos acontecem nas samambaias. Além disso, é importante que as plantas sejam muito bem regadas para evitar a desidratação.

pallet vaso

6º Passo: Plantio

O plantio das plantas nos vasos do jardim vertical segue os mesmos passos no plantio de qualquer vaso. Inicialmente faz-se a drenagem do vaso com o uso de manta bidim, pedaço de sombrite, argila expandida, brita, isopor, etc. Posteriormente, complementa-se o vaso com condicionador de solo “Classe A”, no caso de plantas terrestres (samambaias, flores, trepadeiras, folhagens, suculentas, etc.) ou substrato para orquideas, no caso de epifitas (orquídeas e bromélias). Faz-se o plantio, aperta ao redor para firmar a planta e em seguida, molha-se o vaso.

plantio

7º Passo: Nutrição Vegetal

As plantas por estarem plantadas em vasos e possuirem pouco espaço para o crescimento radicular devem ser constantemente adubadas. A adubação fornece nutrientes às plantas. Estes nutrientes são os responsáveis pelo crescimento de raízes, caules, folhas, flores, frutos e sementes. Na ausência dos nutrientes as plantas apresentam crescimento lento, má formação de flores e frutos, amarelecimento, queimaduras foliares, maior susceptibilidade ao ataque de pragas e doenças, etc. O fornecimento de nutrientes deve seguir a indicação do fabricante do produto. Doses superiores às recomendadas causam queimaduras foliares e doses inferiores não proporcionam o crescimento saudável das plantas. As aplicações devem acontecer nas horas mais amenas do dia para evitar queimaduras foliares.

adubo

8º Passo: Controle de Pragas

Todas as plantas estão sujeitas ao ataque de pragas. O que defini o grau de ataque de uma praga é o excesso ou falta de água no vaso. No inverno, o ar fica mais seco e os ataques de pragas ficam mais agressivos. A pior praga para as plantas de interior são as cochonilhas, suas colônias (parecem algodão nas folhas) deixam as plantas amareladas e com aspecto feio. Além das cochonilhas, ataques de lesmas, caracóis, insetos voadores e lagartas também são comuns. Para o controle de pragas o ideal é utilizar produtos orgânicos que não são prejudiciais à saúde das pessoas e nem dos animais domésticos. Nos produtos da linha da Terral temos produtos orgânicos para o controle de lesmas, caracóis, insetos voadores, cochonilhas, lagartas, entre outras pragas.

pragas vertical

9º Passo: Renovação de Plantas

As plantas envasadas precisam de espaço para crescer. Com o tempo e condições ideais de crescimento as plantas se desenvolvem além do limite do vaso e, devem ser replantadas ou renovadas. Plantas de flor, podem ser replantadas quando as flores morrerem, como é o caso do amor-perfeito. Orquídeas e bromélias não necessitam ser replantadas pois não paralisam seu crescimento e produzem flores pelo menos 1 vez por ano. Os cactos e suculentas crescem constantemente, devendo-se retirar mudas das plantas para formação de novos vasos ou para desbaste (abrir espaço para que a planta possa continuar a crescer). Vasos muito cheios são prejudiciais ao jardim vertical, pois além do peso e risco de queda, as plantas competem umas com as outras pela luz do sol, água e nutrientes.

vertical flores

Fonte:TerralAgr

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>