Plantas rasteiras

16112017
Share Button
para vasos pendentes

Quando planejamos um projeto de paisagismo de áreas externas ou internas, podem ser incluídas plantas rasteiras para acabamento de canteiros e complementação de vasos na decoração. Conheça algumas espécies e como usá-las.

A cobertura vegetal ou forração utiliza plantas herbáceas, que têm como característica principal a pouca altura, em torno de 30 cm. Muitas têm formato arredondado. Outras tem longos talos, sendo conhecidas como estoloníferas, rasteiras ou prostradas.

Plantas Rasteiras para Vasos Pendentes

A experimentação levou ao seu cultivo em vasos pendurados para uso de ornamentação em áreas interna e externas de residências.

Formam efeitos diversos e podem ser somente de folhagens ou também floríferas. As folhagens exercem a atração da forma, cor e textura das folhas.

Conforme o local onde iremos cultivar poderemos ter plantas de sol ou meia sombra, sendo estas interessantes para uso em interiores com boa iluminação.

Rasteiras que podem ser cultivadas ao Sol

Dentre as folhagens que podem ser cultivadas ao sol temos a espora-de-galo (Plectranthus ciliatus), de cor verde escura que fica excelente usada como pendente em lugares ensolarados.

plectranthus-ciliatus
Espora-de-galo

Também a hera-roxa (Hemigraphis alternata), herbácea de folhas variegadas cor violeta com sombra prata. Tem efeito ornamental muito interessante para áreas com pouco sol ou à sombra.

Muitas plantas que são normalmente cultivadas em canteiros também são excelentes para cuias e vasos pendentes. Por exemplo, a planta-tapete (Episcia cupreata) de folhagem decorativa e ocasionais flores vermelhas tubulares.

Também o bálsamo-do-campo (Glechoma hederacea), uma herbácea de talos finos e folhas com bordas denteadas e ocasionais flores roxas bem pequenas na axila das folhas. Cultivar em áreas sombreadas.

Pendentes com flores para locais bem iluminados ou varandas

As plantas com flores estão entre as mais atrativas. Produzem efeito paisagístico excelente, decorando áreas abertas, pergolados e ambientes internos.

É sempre relevante dizer que para interiores é preciso ter muita luz natural, como junto a janelas, não necessariamente com a luz solar direta. Dentre as floríferas para áreas externas temos a flor-canhota (Scaevola aemula), uma herbácea de bordas de canteiro.

Lysimachia congestifolia
Lisimáquia

Encontramos flores em rosa, branco e violeta, muito ornamentais. Floresce no verão e é resistente ao frio. Outra muito conhecida para preenchimento de canteiros sob palmeiras é a lisimáquia (Lysimachia congestifolia).

Herbácea prostrada de folhagem variegada e as flores em amarelo-ouro. Floresce quase o ano todo e tem efeito muito bonito em vasos de tamanho médio pendentes ou meio-vasos na parede ou muro.

Para quem aprecia flores do tipo margarida, pode apostar no cultivo da margarida-das-pedras (Brachycome multifida). É uma herbácea de vida perene, flores em capítulos rosa e folhagem filiforme.

Em vasos pendentes ou mesmo vasos colunares altos faz um efeito muito ornamental. Floresce o ano todo e tolera climas frios. Para iluminar recantos nada como flores brancas.

Episcia cupreata
Planta-tapete

A margarida-do-cabo (Osteospermum ecklonis), herbácea perene, rizomatosa de capítulos brancos cumpre bem este detalhe. Pode ser cultivada em pendentes do tipo cuia, ou em vasos colunares altos. Floresce da primavera ao outono.

Flores perfumadas sempre são o encanto de todos e a mais conhecida é a flor-de-mel (Alyssum maritimum), também conhecida como aliso. Herbácea delicada de flores minúsculas, em branco ou lilás seu efeito é surpreendente quando em vasos pequenos de parede.

Seja qual for a planta escolhida, o que é importante é não somente colocar o tamanho do vaso e o substrato certo, mas também a luminosidade do local, que deve estar de acordo com a necessidade da planta.

Fonte:FazFacil

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>